quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

2010

Foi um ano muito bonito. Daqueles que a gente se lembra para sempre. Não o melhor...
Planejei muito o ano que acabou. O ano que minha vida profissional seguiu outro rumo. O ano que me preparei para aventuras diferentes. Mas 2010 me surpreenderam e mudaram tudo. Tudo mesmo..
Mudou meu endereço.
Meu trabalho.
Meus planos.
Minhas perspectivas.
Minhas prioridades.
Mudou-me.
Sonhei com um 2010 pleno. E ele veio. Com uma incrível força.
Sem medo.
Sem tempo.
Sem pudor.
Totalmente avassalador. Vi que é possível dar conta do recado. Ter prazer na responsabilidade e fazer cada dia ser único. Virei dono do meu nariz. Do meu pedaço. E de muitas novas contas. E como é bom ter umas boas companhias para tudo isso.
Em 2010 contei histórias. Muitas. Falei de coisas bonitas e de outras não tão belas. Falei de Bruno, de Alemão, de degola, mas falei também de solidariedade. E a vi acontecer. Cada história mudou o meu olhar diante da vida. E com isso, meu universo cresceu. Aprendi a ver mais longe. Inclusive o que nem queria ver.
2010 me trouxeram amigos. Pessoas preciosas que sempre fazem a jornada mais leve. E me levou para ainda mais perto dos preciosos com quem há anos caminho lado a lado.
Em 2010 também vi a mão de Deus. De forma imediata. Rápida. Poderosa. Misericordiosa. Amável. O senti perto. Na medida exata das minhas necessidades. E com tanta graça fiquei maravilhado diante de tamanho amor.
Jamais poderia imaginar que seria um ano tão bom... De tanto aprendizado. De tantas conquistas. De tanta alegria. De muita felicidade.
2011 chegou e com ele 365 dias para fazer valer. As horas já estão contadas e não adianta falar depois que ele passou rápido demais, que não deu tempo. Porque tempo é a gente quem faz. E a contagem regressiva já começou.
Viva hoje...